Você está atento ao posicionamento dos concorrentes?

Há um ditado popular que diz “a grama do vizinho é sempre mais bonita”. No ramo empresarial essa frase traduz a importância do olhar para o concorrente. Qual a técnica que o oponente usa para deixar a grama sempre nivelada e mais verdinha? A análise da atuação dos competidores e principalmente dos benchmarks é referência essencial em um planejamento estratégico e tático da organização.

O monitoramento ajuda na compreensão do mercado, do comportamento dos clientes, na gestão de crises e oportunidades. É essencial estar atento ao que os seus competidores estão fazendo para se posicionar e garantir que os investimentos trarão os resultados esperados. O primeiro passo é identificar os seus principais competidores, que podem ser:

Diretos — produtos ou serviços representam a mesma escolha para o consumidor

Indiretos — entregas similares ou alternativas que desempenham a mesma função

Benchmarks — os “top da galáxia”, melhores exemplos de boas práticas e entregas finais ao cliente

O benchmarking é um instrumento de gestão que compara o desempenho de produtos, serviços, processos e resultados, tanto no ambiente interno quanto no externo. Essa comparação profunda, que analisa estratégias e ações entre as empresas, impulsiona a vantagem competitiva e permite que as organizações façam suas adaptações necessárias para alavancar os negócios, a partir da identificação de oportunidades de melhoria.

Fazer uma análise dos atributos dos concorrentes dos seus representantes representa a compreensão dos fatores importantes para a tomada de decisões que impactam no negócio. Esses atributos podem variar de acordo com a natureza das associações. Em geral é importante avaliar a localização, preço, infraestrutura física, atendimento e suporte ao cliente, pós-venda, reputação da marca, infraestrutura de TI / Telecom / Serviços, dentre outros aspectos conforme o ramo do negócio. Esses indicadores são definidos conforme a necessidade da análise em questão.

No ambiente virtual não é diferente. Tanto para quem está iniciando quanto para quem já tem uma presença online. Essa comparação, da análise do portfólio de canais a campanhas específicas, ajuda a compreender toda a estrutura por trás de uma boa atuação no universo digital. Trata-se de uma auditoria que avalia a autoridade do site (tráfego, SEO, usabilidade/experiência do usuário) e das redes sociais (seguidores, curtidas, engajamento, interação, qualidade de conteúdo, entre outras métricas).

Antes de iniciar uma análise da concorrência e especialmente uma pesquisa de benchmarking é imprescindível para a clareza dos interesses da empresa em relação aos clientes, o trabalho e a melhoria contínua dos processos. Esse posicionamento pode impactar seu sucesso ou insucesso da avaliação. Não é só comparar, mensurar ou avaliar o desempenho de produtos ou serviços. É importante manter o foco no consumidor, nos processos que geram resultados e na comunicação com os colaboradores que também devem acompanhar e entender os objetivos dessa estratégia de análise da concorrência. Estar atento à presença on e off, além de apontar soluções reais atribui valor aos produtos e serviços prestados pelas marcas.

Artigo escrito por: Ana Medeiros, Consultora e Gestora de Projetos da Comunicação Integrada

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.