7° Verso e Reverso desenha o ecossistema da Comunicação contemporânea dentro das empresas

Cinco manifestos são co-criados com insights futuristas, tendências e possibilidades pensadas pelos participantes

Na última sexta-feira, 20/09, a Universidade São Judas (Campus Paulista) foi palco do 7° Verso e Reverso da Comunicação Interna, que aconteceu das 08h00 às 14h00, e teve “O Ecossistema da Comunicação Interna Contemporânea” como tema. O Painel Tendências abriu o evento e o Workshop Colaborativo encerrou as atividades.

Valéria Café, diretora de Vocalização e Influência do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC), foi a primeira a palestrar. Ela abordou a governança corporativa e a comunicação, frisando a importância de elas andarem juntas dentro de uma organização para a prosperidade da empresa. Alguns dos princípios fundamentais para isso acontecer são: transparência, equidade, prestação de contas e responsabilidade corporativa. Ela ainda falou sobre a necessidade de inspirar funcionários e mostrar que a comunicação não é suporte, mas sim um modelo de negócio.

Em seguida, Adriana Fellipelli, diretora geral da Fellipelli Instrumentos de Diagnóstico e Desenvolvimento Organizacional, levou aos participantes uma reflexão sobre a construção e adaptação de uma nova cultura organizacional: a Industria 4.0, que trouxe uma série de mudanças para o modo de vida das pessoas, inclusive no ambiente do trabalho. Ela também ressaltou o papel das soft skills como relacionamento e inteligência emocional no mundo dos negócios atualmente.

O professor Júlio Barbosa veio logo na sequência para encerrar o Painel Tendências com chave de ouro. Ele deu uma aula sobre as 11 habilidades fundamentais para profissionais de Comunicação Interna, entre elas estão a criatividade, identidade, colaboração, liderança, trabalho em equipe e flexibilidade. Mas de nada adianta ter todas essas habilidades se as empresas não reconhecem o valor da comunicação, por isso, o docente salientou a necessidade diária de profissionais do meio expressarem a importância dos comunicadores para qualquer companhia. E, para terminar, mostrou que estratégia pode ser muito mais eficiente do que simplesmente ferramentas. Ou seja, as respostas as vezes estão dentro de casa, só é necessário melhorar a liderança através de medidas estratégicas.

Após essas apresentações, o público pode interagir fazendo perguntas e participando do debate junto com os palestrantes utilizando o Catch Box, microfone jogável em forma de caixa.

Rodolfo Araújo, vice-presidente da United Minds no Brasil e América Latina, esteve no comando do Workshop Colaborativo que teve como meta principal a co-criação do manifesto da Comunicação Interna Contemporânea, levando em conta tudo que foi apresentado e discutido durante a parte da manhã. O workshop foi dividido em quatro etapas, nas três primeiras os participantes puderam debater pequenos fatores, para então, na quarta e última parte, escrever um manifesto. Cada um dos cinco grupos apresentou seu projeto final pouco antes do encerramento do evento, feito por Claudia Zanuso, coordenadora do GTCI da Abracom, e Júlio Barbosa, representado a Universidade que sediou o encontro.

 

Confira os manifestos dos cinco grupos:

A QUE VIEMOS

A comunicação é um dos pilares do negócio, transitando e fazendo conexão entre a liderança e colaboradores, dando voz a ambos. Sempre agindo com ética, humanidade, estratégia, atuando com responsabilidade para entender as reais necessidades, criando planejamento e métodos eficientes com resultados duradouros!

Grupo 1

 

A comunicação promove o relacionamento entre as várias instâncias da empresa, para o bem-estar do colaborador e para que o propósito do negócio seja coletivo. Deve fazer parte da estratégia, ter poder de decisão e adequar-se à transformação de mercado e de cultura, permitindo equilíbrio entre tecnologia e humanização.

Grupo 2

 

MANIFESTO DO PODER DA COMUNICAÇÃO

O pontapé inicial da civilização foi a comunicação. Rompendo barreiras, estruturando laços e criando vínculos, temos um poder jamais imaginado: o de fala, que por sua vez pode moldar os alicerces do futuro. Com grande responsabilidade somos incumbidos a disseminar a verdade com transparência e equidade.

Somos todos comunicadores!

Grupo 3

 

Se não tivéssemos as pessoas para quem iríamos comunicar?

Que histórias iríamos contar?

Onde elas iriam se manifestar?

A comunicação em suas mais diversas vertentes, passa por uma profunda mudança que acompanha os desafios impostos pelo avanço tecnológico e urgência de agir em consonância ao desenvolvimento sustentável.

Diante desse cenário, serão as habilidades humanas, aliadas às tecnologias, que vão garantir o sucesso dos negócios agora e no futuro.

Afinal, antes de sermos comunicadores, somos todos

humanos!

Grupo 4

 

MANIFESTO DA COMUNICAÇÃO CONTEMPORÂNEA

Eu sou a Comunicação!

Que você esquece, desvaloriza e trata como gasto supérfluo.

Mas, eu sou mais!

Eu suporto o crescimento.

Eu aumento a rentabilidade e o resultado.

Eu gero caminhos sustentáveis.

Conhecimento.

Ética.

Diálogo.

Relacionamento.

Método.

Planejamento.

É o que trago para dar sentido e propósito para a sua empresa.

Grupo 5

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.