Obra apresenta a relação entre o humano e a técnica na era das redes

Uma necessária reflexão além do pensamento humanista para a compreensão da nossa condição contemporânea.


 





O que a ficção científica e o cinema tinham imaginado nas cenas de filmes famosos, nos quais o humano sofre mutações através das suas interações com a técnica, não deve ser pensado como algo assustador ou como a imagem de um futuro fantástico, mas como os dinamismos que acompanham a humanidade desde o seu surgimento. As primeiras interações do homem com a técnica o deslocaram de sua condição humana para além dos limites do seu corpo.


 


A obra: “Pós-Humanismo: as relações entre o humano e a técnica na época das redes” foi organizada por Massimo Di Felice, sociólogo e doutor em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo e Mario Pireddu formado em Ciências da Comunicação pela Università La Sapienza Di Roma e doutor em Teoria da Informação e da Comunicação.


 


Ao trazer à tona as formas tecno-humana de interação social, a obra parte do princípio de que a reflexão humanista sempre separou a técnica do homem e que para a compreensão da nossa condição contemporânea, é preciso ultrapassá-la, ir além do humanismo, para repensar, a partir de um ponto de vista histórico mais amplo, a relação entre o homem e o mundo ao seu redor.


 


O conjunto de inovações tecnológicas e comunicativas que se difunde em nossa contemporaneidade redefine e altera o nosso cotidiano e os nossos sentidos, mostrando-nos a inadequação e os limites dessa percepção histórica e nos obrigando a repensar o absolutismo do princípio de autoformação e autodeterminação do humano.


 


Leitura relevante para estudiosos de diversas áreas, entre elas, Comunicação, Ciências Sociais e Filosofia, especialmente em níveis de pós-graduação e graduação. Trata-se do segundo volume da série “Era Digital”, publicado pela Difusão Editora em parceria com o Centro de Pesquisa ATOPOS, da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo, voltado aos estudos da comunicação digital. Composto por treze capítulos, o livro reúne textos de biólogos, filósofos e sociólogos de vários países e importantes pesquisadores brasileiros que refletem de diversos pontos de vista a relação entre o humano e a técnica na época das redes apresentando os possíveis significados do conceito pós-humanismo. 


 


Lançamento com mesa redonda: “As relações entre o humano e a técnica na época das redes”.


Dia 16 de junho na Livraria Fnac – Pinheiros


Horário: das 19 às 21h


Debatedores: Massimo Di Felice (organizador da obra, sociólogo e doutor em Ciências da Comunicação pela ECA-USP); Andre Stangl (Filósofo, mestre em Cibercultura (FACOM-UFBA) e pesquisador associado do Centro de Pesquisa Internacional ATOPOS (ECA/USP); Lucia Santaella (Professora titular da PUC-SP. Livre-docente em Ciências da Comunicação pela USP e doutora em Teoria Literária pela PUC-SP.); Ciro Marcondes Filho (Professor titular da ECA/USP. Doutor pela Universidade de Frankfurt, na Alemanha, e pós-doutor pela Universidade de Grenoble, na França. Jornalista, sociólogo, tradutor.)


 


Serviço:


Endereço: Praça dos Omaguás nº 34


RSVP: (11) 4227-9400 – ramal: 436 mayara.romao@difusaoeditora.com.br


 


 


 


FONTE: difusão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.