CDN renova marca e cria cinco novas áreas de atuação

Da Redação


 


A agência CDN de comunicação corporativa anunciou a renovação de sua marca e seu novo posicionamento no mercado com a criação de cinco novas áreas de atuação. Além dos serviços já conhecidos, a CDN passa a oferecer atendimento em propaganda, editoração, articulação em rede e desenvolvimento e sustentabilidade, somando 18 expertises.


“Na medida em que ampliamos o portfólio, podemos atender nossos clientes de forma completa, integrada, numa mesma gestão, num mesmo DNA e numa mesma cultura empresarial. Do relacionamento com a mídia à propaganda, da internet a projetos culturais e de sustentabilidade, o cliente passa a ter a vantagem de ver atendidas todas as suas necessidades de comunicação numa mesma agência, otimizando custos, alinhando estratégias e maximizando resultados”, explica João Rodarte, presidente da CDN.


A CDN Propaganda, que atuará com foco institucional, é fruto de uma união com a Adroitt. O novo serviço atuará em design, estudos e desenvolvimentos de logomarcas, projetos de branding e identidade visual. O núcleo conta com 23 profissionais, com Milton Bernard como diretor de criação e planejamento, Ivonne Olmo como diretora de operações, ambos vindos da Adroitt, e Elisabete Junqueira, da CDN, como diretora de atendimento e mídia.


A área de Sustentabilidade nasceu de uma parceria com o jornalista Olympio Barbanti, especialista no assunto. Já a CDN Articulação em Rede é resultado união com a Radium System, empresa fundada em 2000 e dirigida por Oswaldo Gouveia de Oliveira Neto e Rodrigo Mesquita. A CDN Articulação em Rede faz mapeamento de públicos de interesse estratégico para a realização de processos colaborativos nos ambientes da web. Com foco na produção de livros institucionais e projetos editoriais, CDN Editora tem como sócio e diretor geral o jornalista e escritor Nirlando Beirão.


No mercado internacional, a empresa criou a CDN International Inc., em Washington, DC (EUA). O núcleo é dirigido por Alexandre Pinheiro, que dá suporte aos clientes em ações no mercado internacional, principalmente o norte-americano. O objetivo do serviço internacional também é o de prospectar outros clientes que queiram se aproximar de mercados onde a CDN tem estrutura operacional. “É um investimento estratégico para os planos internacionais da empresa e, com certeza, favorecerá novos negócios”, afirma Rodarte.  A parceria de mais de oito anos com a Fleishman-Hillard continua sem alterações.


 


Fonte: Portal Comunique-se


FONTE: C-se

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.