Boa comunicação, melhor rentabilidade


Madri, 13 de Maio de 2008 – Estudo elaborado pela Watson Wyatt enfatiza que as organizações que abordam programas de comunicação eficazes proporcionam cerca de 47% de rentabilidade adicional para seus acionistas, frente a companhias cujos processos de comunicação não são eficientes. A comunicação eficaz aumenta a rentabilidade do acionista. Seis elementos de comunicação sobre como envolver os funcionários e capacitar a equipe executiva distinguem as empresas de alto rendimento de suas concorrentes, segundo o “Estudo sobre o retorno do investimento em comunicação”, elaborado pela Watson Wyatt. As empresas com boa comunicação não só alcançam maiores níveis de rentabilidade, como também apresentam um alto comprometimento com seus funcionários (quatro vezes superior) em comparação com as organizações onde a comunicação não constitui um processo-chave para o negócio. O informe identifica seis práticas eficientes em termos de comunicação nas organizações de alto rendimento:



– Orientar seus executivos e demais empregados para as necessidades do cliente.
– Envolver os funcionários nos processos do negócio.
– Orientar a diretoria sobre como comunicar seus propósitos de modo eficiente.
– Gerir com eficiência a mudança por meio de pessoas com talento
em comunicação.
– Quantificar
o impacto da comunicação.
– Criar a imagem de uma empresa dirigida para seus empregados.


 


“As empresas que apresentam alto rendimento consideram o processo de comunicação um fator crítico para o êxito do negócio”, comenta María Martín, diretora de Capital Humano da Watson Wyatt. O estudo mostra outras tendências significativas: Muitas organizações comunicam diretamente aos empregados qual a influência que seu desempenho exerce sobre o cliente final. O percentual de compa-nhias que proporcionam constantemente esse feedback aumentou de 21% em 2002, para 29% em 2007. Menos de um entre cada cinco participantes permite a seus empregados influir nas decisões que os afetam. Entretanto, as companhias com maiores rendimentos financeiros proporcionam feedback a seus funcionários com maior freqüência que o resto das organizações (dez vezes mais). O percentual de empresas que consideram os diretores como um grupo-chave na comunicação interna aumentou cerca de 7,5%. Além disso, nas empresas com maior rentabilidade financeira, o fluxo de informação para o pessoal executivo é 50% mais provável que no resto da organização. “Os programas eficazes de comunicação estão orientados para dar cobertura a todo o relacionamento entre empresa e empregados, e ajudam a fortalecer o compromisso e motivação dos mesmos”, destaca Eva Patier, diretora de Capital Humano da Watson Wyatt. “As empresas que se comunicam de maneira eficiente com seus empregados têm um quadro de pessoal mais comprometido, e apresentam resultados financeiros superiores.”


 


Fonte: Gazeta Mercantil – 13/05/2008


FONTE: Gazeta Mercantil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.