Presos acusados de matar Leonardo Cicoti

Foram presos, na manhã desta terça-feira (03/08), dois acusados de participar da morte do jornalista Leonardo Cicoti, no dia 03/07. A polícia afirmou que os acusados pretendiam usar o carro de Cicoti para resgatar um preso em Jabaquara, SP. O jornalista foi seqüestrado em frente à sua casa em São Bernardo do Campo, à 0h30, e morto horas depois.



Christiano Pereira da Silva, de 18 anos, e um adolescente, de 15, foram detidos na favela do Jardim Ipê, em São Bernardo do Campo, e confessaram o crime. O delegado Marco Antônio Novaes afirmou que dois adolescentes, de 17 e 16 anos, também participaram do crime e estão foragidos.



Os criminosos contaram que escolheram o carro de Cicoti aleatoriamente e que o jornalista foi levado, no banco de trás do seu Gol, até a favela do Vietnã, em Jabaquara. Lá, se reuniram com cerca de 10 bandidos, que estavam fortemente armados, inclusive com submetralhadoras e um fuzil. Eles estavam organizando um resgate do preso Valtecarlos Galdino de Oliveira, o Alemão. O resgate não deu certo, porque alguém alertou a polícia e a segurança no presídio foi reforçada. O plano foi abortado.



Nesse momento, o grupo decidiu matar Cicoti, porque ele sabia do plano. O jornalista foi morto com um tiro na cabeça. Silva confessou ter sido o autor do disparo.



A família Cicoti disse que não quer mais comentar o caso.




FONTE: Folha de S. Paulo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.