A opinião de jornalistas sobre o governo Lula

Pesquisa realizada pela Macroplan mostra que para a maioria dos 128 jornalistas de todo o país ouvidos pela consultoria está desapontada com a comunicação do governo Lula com a sociedade e com o relacionamento com a imprensa. O levantamento sobre os 18 meses do trabalho do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua equipe ouviu dois grupos de jornalistas ? correspondentes estrangeiros no Brasil e profissionais brasileiros. 

 

Na opinião de 67% dos brasileiros e 73% dos estrangeiros, o tratamento dado pelo governo para os profissionais de imprensa é ruim/muito ruim. O caso do correspondente Larry Rohter, do New York Times, prejudicou a imagem do governo para 86% dos estrangeiros e 66% dos brasileiros. 

 

Para 100% dos correspondentes e 92% dos brasileiros, o governo Lula está conduzindo bem a política externa. A política econômica também teve destaque nesta pesquisa: 87% dos profissionais estrangeiros e 73% dos jornalistas do país avaliaram bem a política econômica.  

 

Os dois grupos deram nota 5,5 para o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e à sua equipe, dentro de uma escala de zero a dez. Para eles, os ministros da Fazenda, Antônio Palloci, e das Relações Exteriores, Celso Amorim, são os mais competentes do governo. No ranking dos profissionais nacionais, merecem também elogios o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Roberto Rodrigues (3º colocado), e ao titular do Ministério do Desenvolvimento e Comércio Exterior, Luís Fernando Furlan (4º colocado). Já este ficou em terceiro lugar para os estrangeiros. A quarta posição é de Márcio Thomaz Bastos (Justiça). 

 

Oitenta e sete por cento dos estrangeiros e 88% dos jornalistas brasileiros acreditam que a violência é o principal problema do governo. Oitenta e oito por cento dos profissionais do país estão preocupados com o desemprego, enquanto 87% dos correspondentes com a fome e a pobreza.  

 

Quanto à expectativa dos jornalistas em relação ao futuro do governo, a pesquisa revela que 70% dos entrevistados estão otimistas com a manutenção dos rumos da atual política econômica até o fim do mandado de Lula. O resultado em relação à política econômica não é tão positivo: 86% dos estrangeiros e 84% dos brasileiros acham que a situação ficará estável ou pior este ano. 

 

A maioria acha que a pobreza poderá ficar ainda pior e que o governo não conseguirá melhorar as áreas de educação e saúde. A segurança pública, na opinião deles, ficará ainda mais crítica a curto prazo. 

 

O tema ?desempenho do PT nas eleições municipais? mostra que os entrevistados estão divididos: 43% acham que será bom/muito bom, embora 54% acreditem que será ruim/muito ruim. 

 

Apenas os jornalistas brasileiros avaliaram os governos estaduais. Como nas pesquisas anteriores, Geraldo Alckmin (SP) e Aécio Neves (MG) ficaram em primeiro e segundo lugares no ranking dos melhores governadores. Os governos de Rosinha Matheus (RJ) e Joaquim Roriz (DF) encabeçam a lista dos piores. 

 

Esta é a quarta pesquisa realizada pela Macroplan. Foram ouvidos 113 jornalistas da imprensa brasileira, ocupantes de cargos como o de editores, diretores de redação, colunistas e repórteres especiais e 15 correspondentes, durante todo o mês de julho. 

 

Para ler a pesquisa na íntegra, faça o download do arquivo aqui. 

 


FONTE: Comuniquese

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.