Em nota, governo defende relação com Duda Mendonça

Brasília – A Secretaria de Comunicação de Governo e Gestão Estratégica (Secom) divulgou nota rebatendo críticas do líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM), que classificou de ?promíscuo, pouco ético e algo que beira o escândalo? o relacionamento do publicitário Duda Mendonça com o governo. Duda, que fez a campanha eleitoral do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, é dono de uma das três agências publicitárias contratadas para cuidar da propaganda oficial e será encarregado de coordenar o marketing governamental.



?O publicitário Duda Mendonça, dentro das limitações e atribuições intrínsecas ao contrato firmado, atuará como interlocutor da Secom na definição da estratégia de comunicação, no sentido de garantir a unidade do discurso publicitário e evitar pulverização de ações. Essa atuação não implica nenhum custo adicional ao erário?, diz a nota, assinada pela assessoria de Imprensa do ministro Luiz Gushiken.



?Como, a partir deste ano, as verbas de publicidade institucional, que antes ficavam a cargo de cada ministério e alguma entidades, foram centralizadas na Secom, é natural e necessário que as agências encarregadas da produção das campanhas institucionais, sempre sob a estrita coordenação da Secom, busquem subsídios junto aos diversos órgãos para preparar as ações publicitárias?, continua o texto.



Além da agência de Duda Mendonça, a licitação para a contratação de agências selecionou as empresas Matisse e Lew, Lara para cuidar da publicidade do governo. A nota diz ainda que ?a Secom continua cumprindo suas atribuições legais de executora das ações de publicidade institucional?.






FONTE: Agência Estado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.