Case da Schneider Eletric é apresentado para grupo de comunicação interna da Abracom

Empresa trabalha o conceito de One International Communication Experience

No dia 08/05 realizamos em São Paulo mais uma reunião do nosso grupo de comunicação interna. Desta vez, com a participação especial de Bruno Villela de Andrade, responsável pela área de Comunicação Interna Corporativa para o Brasil da multinacional francesa de energia Schneider Electric.

O grupo atua no gerenciamento de energia, com mais de 175 anos de história e está há 65 no Brasil. Há mais de 10 anos, a Schneider passa por um enorme processo de expansão e aquisições. Mundialmente, em 2001 o faturamento era de 9,8 bilhões de euros, com 72.000 colaboradores. Hoje, o faturamento chega a 22,4 bilhões de euros e 130.000 colaboradores.

Os desafios de comunicação interna durante este período de aquisições e crescimento eram muito grandes. A proposta era integrar todos os colaboradores, independente de que área ou unidade de negócio, para que recebessem a mesma mensagem estratégica da empresa, que trabalha com um planejamento estratégico para cada três anos de atuação.

Neste cenário criou-se o programa One International Communication Experience. Para isso, a empresa realizou um estudo global para verificar o que necessitavam, o que tinham, quais eram os gaps e como eliminar esses ruídos na comunicação interna.

No pilar “o que necessitamos” chegaram a algumas conclusões, como aprimorar o cascateamento das informações até a base das organizações, fazer com que cada um se tornasse One Schneider, e também criar links entre o business da empresa e a contribuição dos colaboradores.

Em “o que temos”, verificaram que os colaboradores recebiam milhares de informações de diversas fontes, locais, regionais, globais, entre outras e que a quantidade de ferramentas faziam com que a comunicação fosse confusa e difícil de ser absorvida.

Quando estudaram os “gaps” perceberam alguns pontos importantes, pois as responsabilidades e atividades nem sempre coincidiam com os objetivos da empresa, a maioria das mensagens enviadas tinha teor de recursos humanos, a área de comunicação interna não estava envolvida nas aquisições, entre outros.

Fechando o circo do estudo, decidiram “o que fazer” para solucionar os problemas mapeados: mudar a estratégia de CI em cinco pilares, segundo Andrade:

1) governança alinhada à One Organization;

2) redirecionar os recursos e pessoas pela área de CI nos países;

3) treinamento, contratação de profissionais capacitados, desenvolvimento de habilidades de comunicação nos líderes;

4) utilização de ferramentas globais localmente e consolidação dos fornecedores;

5) alinhamento da comunicação a um plano de CI, desenvolvimento de kits de CI para os gestores, e o desafio de fazer com que todos entendam a estratégia, missão e valores.

Assim, definiram papéis para cada “setor da organização”, a Comunicação Corporativa direciona, as regiões promovem o alinhamento e os países contam a história para cada colaborador.

A empresa hoje atua com ferramentas globais como carro chefe, exemplo Revista Open, que é entregue mundialmente com o mesmo conteúdo. Em alguns pontos, um aditivo da revista chamado Open Up leva informações relativas apenas ao país correspondente.

A organização também possui princípios de responsabilidade e comunicação interna que guiam as ações dos colaboradores da área. Segundo Andrade “são princípios que estão impressos e colados na minha mesa”. São eles: nós somos parceiros estratégicos do negócio da empresa; nós colaboramos, somos confiáveis e temos autonomia; nós temos um time de alta performance e nós contamos a história.

De acordo com Andrade, os resultados do One já aparecem: o papel de comunicação interna se tornou fundamental na disseminação dos programas; a área já é responsável pela comunicação do presidente com líderes; há um alinhamento maior nos canais de comunicação; a área participa ativamente de pesquisas globais de mensuração de resultados.

Após a explanação de Bruno, os participantes fizeram diversas perguntas encerrando o bate-papo com um café.

O grupo de comunicação interna da Abracom é direcionado para associados e convida a todos para participarem. Basta enviar um email para contato@abracom.org.br aos cuidados de Ana Maria Pereira Cerqueira e solicitar inscrição.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.