Curso Gestão de Empresas de Comunicação da Fundação Dom Cabral começa no dia 13 de agosto. Garanta sua vaga


Curso é destinado a gestores e executivos de agências. Conheça a opinião de quem já fez.


 


A nova turma do curso Gestão de Agências de Comunicação, realizado pela Fundação Dom Cabral em turma exclusiva para associados da Abracom já está formada. Mas ainda é tempo de garantir sua vaga.


 


O curso, que tem início em 13 de agosto, é dirigido a  gestores e executivos de agências e foi desenvolvido especialmente pela Fundação Dom Cabral, escolhida pelo Financial Times como a sexta melhor escola de negócios do mundo. 


 


O curso, que será ministrado por professores da FDC, terá quatro módulos de 16 horas de duração cada, a ser realizado a partir de agosto de 2010. Cada módulo terá duração de dois dias, entre os meses de agosto e novembro, no Spazio JK, Itaim Bibi, em São Paulo.


 


Na turma de 2009, realizada com 23 participantes, o índice de aprovação foi de 100%. As agências que fizeram o primeiro módulo utilizaram os conteúdos do curso para reorientar seus planejamentos estratégicos e adotaram diversas ferramentas de planejamento e gestão que foram apresentadas nos quatro módulos.


 


O curso tem quatro eixos, baseados nos temas liderança no século XXI, orientação para o mercado, inovação para competitividade e construção de resultados sustentáveis, moldados especialmente para a linguagem do segmento de comunicação corporativa.


 


A iniciativa é pioneira no mercado de agências de comunicação. É o primeiro curso de educação continuada com foco em gestão formatado especialmente para os gestores de agências e representa mais um passo do aprofundamento das ações da Abracom pela profissionalização da gestão empresarial no segmento.


 


Conheça a opinião de quem já fez


 


Em 2009, 23 pessoas fizeram parte da primeira turma. Agências como CDN, CDI, In Press, FSB, Máquina da Notícia, Ketchum, Imagem Corporativa, Casa do Cliente, Brava Comunicação (PE), W Comunicação (ES), Textual e LVBA estiveram presentes. Em 2010, CDN, In Press, Imagem Corporativa, G&A e FSB já inscreveram outros profissionais para a nova turma, que tem inscrições de São Paulo, Rio de Janeiro, Goiânia, Porto Velho, Fortaleza e Campinas.


 


 


Entre os participantes de 2009, o caráter provocativo e inovador do curso foi destacado. Para Hugo Godinho, da In Press, os professores fizeram a turma “pensar sobre como sair do óbvio na gestão do business, trouxe conceitos importantes sobre pessoas, processos e estilos de gestão. A troca com outros agentes atuantes no mercado também foi muito sadia e enriquecedora”.


 


Ana Lima, da Brava Comunicação, destaca o caráter prático do curso, que “estimula a participação de todos e, de repente, você tem um grande insight para sua empresa.” Ainda segundo Ana Lima, foi possível “pensar pelo avesso e descobrir com a turma problemas comuns e soluções conjuntas para o trabalho empresarial de comunicação”.


 


Ana Lima deslocou-se quatro vez de Pernambuco a São Paulo e afirma que o investimento em tempo e recursos financeiros valeu a pena, pois, questiona, “quem disse que buscar a excelência no mercado é fácil? Muitos comparam o investimento com a compra de x notebooks, mas acho que a conta não deve ser feita dessa forma. Para fazer um comparativo com o nosso mercado, é o mesmo que fazer avaliação de assessoria de imprensa com centímetro de coluna. O curso lhe dá ensinamentos práticos para melhor administrar a sua empresa e a aplicabilidade é quase que imediata. O network até hoje mantido eu ganhei de brinde. Qual o preço disso? Não dá para calcular”, afirma.


 


A sócia-diretora da LVBA, Gisele Lorenzetti, destacou a aplicação imediata dos conhecimentos. “O planejamento da agência para 2010 foi totalmente baseado nas metodologias apresentadas no curso”, disse Gisele, que também elogiou a qualificação dos professores, reafirmando o caráter provocativo das aulas, que sempre levaram os participantes ao pensamento crítico sobre o mercado e sobre sua empresa.


 


O curso também propôs metodologias antenadas com novas formas de organização do trabalho. Para Hugo Godinho, “a co-criação, tão comentada no curso, é hoje mais presente na unidade de negócios em que atuo na In Press. Conceitos de gestão continuaram em minha mente – e continuam – meses após, servindo como um norte. É interessante sentir como o que é “feeling” pode se tornar mais embasado academicamente”, afirmou.


 


Para informações, datas, preços, formas de pagamento e programa do curso, envie e-mail para contato@abracom.org.br.


 


 


 


FONTE: Abracom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.