Engenho Comunicação, de Brasília, conquista “Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça”

 


A Revista Anamatra, feita pela agência Engenho Criatividade e Comunicação, de Brasília, venceu a 6ª edição do Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça, na categoria “revista”. A publicação concorreu com as finalistas Revista do Ministério Público de Minas Gerais e a Revista Via Legal, produzida pelo Conselho da Justiça Federal. Feita para a Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho, a revista é coordenada pela jornalista Kátia Cubel, diretora da Engenho, e editadae pelo jornalista Rosualdo Rodrigues, em parceria com a jornalista Viviane Dias, da assessoria de comunicação do cliente. “Esse prêmio é um estímulo à nossa equipe e à nossa Divisão de Publicações, área nova na empresa”, comenta Kátia Cubel.


Ao todo, 166 projetos das assessorias de comunicação dos órgãos que compõem a Justiça brasileira se inscreveram nas dezessete categorias do Prêmio. A entrega do Prêmio aconteceu na última sexta-feira (14/11), no encerramento do Congresso Brasileiro dos Assessores de Comunicação da Justiça (Conbrascom) 2008, em Florianópolis (SC).  O Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça é uma iniciativa do Fórum Nacional de Comunicação e Justiça (FNCJ), uma organização não-governamental sem fins lucrativos, voltada à promoção de debates e ações para aproximar as organizações públicas do cidadão. Lançado em 2003, o prêmio visa contribuir para o aperfeiçoamento dos produtos e serviços das Assessorias de Comunicação do Judiciário e do Ministério Público a partir do destaque de experiências bem sucedidas na área.


FONTE: Abracom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.