Secom garante licitações específicas para setor de comunicação corporativa

Secretário-adjunto reafirmou política do governo para as contratações na abertura


do Congresso Brasileiro de Comunicação no Serviço Público


 


O secretário-adjunto da Secom – Secretaria de Comunicação da Presidência da  República, Ottoni Fernandes Jr., reafirmou a determinação do ministro Franklin Martins para que não sejam mais realizadas sub-contratações de serviços de comunicação corporativa. O anúncio aconteceu na palestra de abertura do 7º Congresso Brasileiro de Comunicação no Serviço Público, que reuniu mais de 200 gestores de comunicação pública de todo o pais no Centro de Convenções Rebouças, em São Paulo.


 


Segundo Ottoni Jr., o Governo Federal já determinou a todos ministérios, estatais e autarquias que não façam mais sub-contratações, seguindo a orientação do acórdão do Tribunal de Contas da União. O secretário-adjunto afirmou que o Governo tem consciência “da importância de contar com serviços de comunicação corporativa” para garantir uma comunicação transparente e eficaz”.


 


O presidente da Abracom, José Luiz Schiavoni participou da solenidade de abertura do Congresso. E avalia que a determinação da Secom representa um passo decisivo para que os serviços de comunicação sejam contratados em larga escala pelos mais variados setores da administração pública. “Temos a certeza de que as agências de comunicação têm importante contribuição a dar para o desenvolvimento da comunicação de governo no Brasil, com ênfase para o interesse público e o relacionamento das instâncias de governo com diversos segmentos da sociedade. É preciso diversificar as formas de comunicação, hoje centralizadas em excesso nas ferramentas da publicidade de massa”, disse Schiavoni.


 


A realização de licitações específicas para os serviços de comunicação corporativa é bandeira da Abracom desde sua fundação, em 2002. Nesse período, sucessivos contatos foram realizados com o Governo Federal e também com governos estaduais e prefeituras, além dos tribunais de contas. O resultado dessa movimentação foi a realização de mais de 50 licitações específicas no Governo Federal, além de diversas licitações nos planos estadual e municipal.


 


A Abracom trabalha também pelo aperfeiçoamento das formas de contratação. Advoga a licitação por técnica e preço e um peso maior para a avaliação das propostas técnicas. E busca alterar a legislação para incluir na lei 8.666/93 um capítulo específico para as licitações de comunicação corporativa.


FONTE: Abracom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.