Livro Informação, inteligência e utopia traz reflexão sobre a teoria de relações públicas

A informação é sempre importante e não seria diferente na atividade de relações públicas. Saber identificá-la e utilizá-la é um diferencial para o profissional que quer se destacar pessoalmente ou diante de uma organização. O livro Informação, inteligência e utopia – Contribuições à teoria de relações públicas, do professor e consultor de relações públicas Roberto Porto Simões, lançado pela Summus Editorial, oferece as diretrizes para compreender a informação, tratando-a como matéria-prima básica da profissão. A obra apresenta a informação sob várias óticas: da forma, da cognição, da matemática e da massa-energia. O objetivo, segundo o autor, é evitar o reducionismo das teorias que explicam relações públicas e a confusão na definição dos conceitos.


 


Um dos capítulos é dedicado a conceituar a “Informação e teoria da forma” e mostra como é importante identificar o formato da informação para a profissão, sem descaracterizar ou deturpar o que cada dado é na essência. Em “O processo de informação com base na psicologia cognitiva”, o autor afirma que a informação não deve permitir percepções equivocadas, e suas pesquisas indicam o caminho por meio de etapas, como: sensação, atenção, percepção, informação, conhecimento, memória, processo decisório e ação.


 


Informação na teoria matemática da comunicação” relaciona a influência da engenharia e da estatística, além do aspecto quantitativo da informação veiculada eletronicamente. Já o texto “Informação como um sistema de massa-energia” considera o limite entre as ciências da natureza e as ciências sociais.


 


A inteligência é abordada no livro como resultado do empenho de profissionais que estão cientes da amplitude da sua função. Outro aspecto abordado pelo autor é a utopia, ou seja, o que se almeja em relações públicas – a motivação para alcançar novas possibilidades e explorar o que mais pode ser construtivo na profissão, aperfeiçoando-a e buscando outras aplicações.


 


O autor


 


Roberto Porto Simões é professor titular da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul desde 1963. No curso de pós-graduação, ele faz parte da linha de pesquisa sobre Comunicação e Poder nas Organizações, orientando mestrandos e doutorandos e lecionando as disciplinas Relações Públicas e seus Fundamentos em Micropolítica, Teoria da Informação e Teoria das Organizações.


 


Já na graduação, Simões leciona a disciplina Teoria das Relações Públicas. Foi coordenador dos cursos de Relações Públicas da PUC-RS (Porto Alegre, 1970- 1975) e da Feevale (Novo Hamburgo, 1983- 1987).


 


É consultor de Relações Públicas, especializado em empresas familiares, desde 1969, tendo, até 1996, prestado serviço a 46 organizações públicas e privadas, em agências de relações públicas e de publicidade e em jornais.


 


Título: Informação, inteligência e utopia – Contribuições à teoria de relações públicas


Autor: Roberto Porto Simões


Editora: Summus Editorial


 


Fonte: Portal da Comunicação


FONTE: Portal da Comunicação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.