Secretaria de Comunicação de São Paulo é reformulada

A Secretaria de Comunicação da Prefeitura de São Paulo acaba de mudar de nome. Com a saída do secretário Sérgio Kobayashi, que se retirou do governo para coordenar campanhas de candidatos tucanos, e a chegada de Marcus Vinícius Sinval, que atuava como assessor de marketing do Sebrae, a jurisdição passa a se chamar Secretaria Executiva de Comunicação, e deixa de ser independente. Agora, as atividades do gabinete serão diretamente subordinadas à Secretaria de Governo, sob o comando de Aloysio Nunes Ferreira Filho.

Sinval, o novo secretário, afirma que as mudanças irão além do nome, e deverão ser marcadas por uma reformulação no programa de atividades. O prefeito José Serra tirou da Secretaria todos os contratos que pareciam de comunicação, mas que, na verdade, são de serviços que a cidade presta ao munícipe, afirma ele. Agora, atribulações como o 156 (atendimento telefônico sobre cidadania e transporte) e o site do governo serão passados a outros órgãos do governo municipal, deixando à Secretaria apenas os serviços efetivos de comunicação, como assessoria de imprensa e publicidade.

Recém-chegado à Secretaria, Sinval também afirma estar animado com a nova posição. Não vou ser arrogante e ingênuo a ponto de, em três dias de trabalho, propôr alguma coisa. É um trabalho que está sendo iniciado agora, mas que me deixa ótimas expectativas em relação aos resultados, afirma. O [Sérgio] Kobayashi cumpriu sua missão, e já estava programado para sair. Mas ele me deixou uma equipe vencedora, diz.

Em 2006, o orçamento disposto ao novo secretário para ações publicitárias será de R$ 24 milhões – os quais, segundo Sinval, serão aplicados principalmente na divulgação de ações nas áreas de saúde e educação. O secretário também estará encarregado da licitação que irá escolher a nova agência responsável pela conta da Prefeitura – desde 2001, o serviço está a cargo da Agnelo Pacheco. A intenção, afirma Sinval, é reforçar a atuação da Secretaria nessas áreas, e criar uma nova identidade para o gabinete. Queremos tornar a Secretaria Executiva uma verdadeira agência de comunicação da Prefeitura, afirma.

Fonte: Portal da Comunicação: http://portaldacomunicacao.uol.com.br/
FONTE: Secretaria de Comunicação de São Paulo é reformulada

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.