Abracom e Sinco lançam frente pelas boas práticas nas concorrências para escolha de serviços de comunicação

Manual de boas práticas será editado pela Abracom

Em reunião promovida pela Associação Brasileira das Agências de Comunicação – Abracom com a participação do Sindicato Nacional das Empresas de Comunicação Social, representantes de 17 empresas analisaram casos recentes de concorrências do setor privado para a seleção de agências de comunicação. Nessas concorrências, práticas como estabelecimento de metas de publicação de notícias, fixação de altas multas por não cumprimento de metas, exigências contratuais acima dos padrões de mercado e leilão de preços têm dificultado o trabalho das agências.

Na reunião, foi decidida a redação de um guia de boas práticas em concorrências públicas, que aliado ao Guia Como Escolher uma Agência de Comunicação, já editado pela Abracom, vai auxiliar o trabalho de divulgação dos critérios adequados para a seleção de uma agência. Este guia de boas práticas será publicado no site da Abracom e também distribuído em versão impressa.

Além disso, as empresas presentes decidiram encaminhar à Abracom e ao Sinco pedido para que seja feito comunicado sobre as práticas de concorrência em relação a um cliente específico, que em processo recente, reuniu mais de 15 empresas em um processo seletivo marcado por atitudes anti-éticas por parte do contratante. A estratégia adotada foi a de diálogo com a empresa, para buscar um ajuste dessas práticas aos padrões de mercado.

Contratos

Os contratos entre os clientes e as agências de comunicação também foram alvo de críticas. Os empresários apontaram crescentes exigências contratuais que oneram as agências. A sugestão aprovada foi a do desenvolvimento de  modelos de contrato que possam ser apresentados pelas agências aos seus clientes como aqueles praticados pelo mercado. A Abracom também sugeriu a inclusão de cláusula nos contratos das agências, que remeta ao Código de Ética do setor. Os modelos de contratos serão desenvolvidos nos próximos meses com o apoio de consultoria jurídica. Ainda dentro desse tema, foi sugerido que as agências nunca devem trabalhar sem contrato assinado, para evitar enfraquecimento junto aos clientes.

Mensuração

A mensuração de resultados de comunicação também foi apontada como um ponto freqüente de atrito entre agências e clientes. Diante da diversidade de práticas entre as agências, a Abracom anunciou que seu grupo de Mercado já trabalha em uma reflexão sobre o tema. Para tanto, os presentes foram convidados a participar do próximo encontro do grupo, marcado para o dia 15 de junho, na sede da Abracom.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.