Empresas X imprensa: uma relação delicada

A comunicação é um investimento vital e indispensável, capaz de influenciar positiva ou negativamente os lucros de uma empresa. A afirmação é do jornalista Francisco Viana, que, além de articulista da Gazeta Mercantil, é consultor de empresas e especialista em mídia Training e que acaba de lançar o livro ?Comunicação Empresarial de A a Z?.



O objetivo do autor é mostrar como as empresas erram ao lidar com a imprensa. ?As empresas acham que o jornalista está ali para servir a elas, quando na verdade elas têm que entender que o jornalista é um ser independente. O comunicador responsável pela empresa precisa conhecer o jornalista em seu contexto?, explica Viana que, no entanto, reconhece uma grande melhora no nível dos comunicadores das empresas nos últimos tempos. ?As empresas evoluíram muito mais que os políticos, por exemplo. Elas sabem que se sai uma notícia negativa sobre sua atuação no jornal, no dia seguinte as ações caem na bolsa e o prejuízo é imediato. Já os políticos só vêem refletido o resultado de uma notícia negativa no momento de tentar se reeleger?, diz.



O público-alvo da obra são os assessores de imprensa, os comunicadores responsáveis pela mediação entre a empresa, a imprensa e a opinião pública. ?A verdade é que o comunicador é o advogado da empresa junto ao cliente?, afirma o jornalista, e é nesse ponto que o comportamento deve mudar. ?O jornalista não fabrica um fato. Então, não adianta culpar um jornalista por uma matéria negativa. O bom comunicador sabe que só a ação efetiva é a saída para a crise. Não adianta agir com emoção, é preciso usar a razão e se perguntar: ?onde eu estou errando???, ensina.



O livro traz uma coletânea de crônicas, algumas inéditas, escritas pelo autor para a GZM e Revista Imprensa, entre outras publicações, e mostra como ainda é insipiente a cultura de mídia no meio empresarial e no poder público. Para ilustrar essa situação, Viana expõe cases extraídos de sua experiência como consultor. ?Falo de um caso de um empresário que, envolvido em um grande escândalo nacional, desmarca uma coletiva em cima da hora, seguindo o conselho de seu advogado, que acredita que o cliente deve ser absolvido perante a justiça e não perante a opinião pública. Isso está errado. A opinião pública pode acabar com uma carreira.?



Em outro caso, Viana conta como desmontou um esquema de chantagem criado por um jornalista que, ouvindo a escuta da polícia, pegava o nome de empresas envolvidas em polêmicas e ia até elas, pedindo dinheiro para não publicar a história. A rotina do assessor também é pauta do jornalista, que trata de problemas diferentes e a solução para cada um deles.



Para o autor de ?Comunicação Empresarial de A a Z?, o bom comunicador é aquele que, entre suas qualidades, tem, principalmente, serenidade, o total conhecimento do assunto que está tratando e a facilidade de relacionamento. A obra traz 65 crônicas divididas em seis capítulos relacionados com mídia training, arte da entrevista, comunicação pública, desafios da mídia, o Porta-Voz e Crises em Comunicação.



Confira um trecho da introdução do livro:



?Nas corporações o tema informar vem se revelando complexo sensível e tão essencial quanto os fluxos financeiros, a evolução tecnológica e a visão do comportamento dos mercados. Na prática é como se a informação fosse a faca que separa a corporação da sociedade e dos consumidores ou a corda que a entrelaça com a conquista de posições a fidelização dos clientes o lucro indispensável, enfim, o êxito.



A mídia faz e desfaz reputações. Com fundamento ou não a informação jornalística pode provocar o desmoronamento de credibilidade reta ou supostamente reta rasgando o manto das aparências ou lançando suspeitas que causam danos como uma nuvem de gafanhotos. Os limites tênues da ética e da moral podem ser expostos, justa ou injustamente, sem a oportunidade da defesa com julgamento sumário e a condenação instantânea da opinião publica. Como se defender ou mesmo contra atacar num ambiente pontilhado por tantas incógnitas??



"Comunicação Empresarial de A a Z" tem previsão de lançamento para o fim do mês de maio.






FONTE: Comuniquese

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.